Catarata

A catarata ocorre devido à opacificação do cristalino e geralmente tem evolução progressiva, com isto, as imagens chegam à nossa retina com menor nitidez. Quando instalada, a pessoa vê como se estivesse com a lente dos óculos embaçada ou como uma névoa diante dos olhos. Com a evolução do quadro poderá, se não tratada, enxergar apenas vultos.

Dependendo do tipo de catarata, o paciente poderá ter diferentes problemas de visão, mas os sintomas mais comuns incluem:

• Embaçamento visual
• Visão noturna deficiente
• Necessidade de luz mais brilhante para leitura
• Dupla visão de um olho
• Sensibilidade à luz ou brilho
• Desbotamento das imagens.

Se a opacidade não é perto do centro da lente, você poderá não perceber que tem uma catarata.

Catarata relacionada à idade

Geralmente as cataratas levam anos para se desenvolver até o ponto onde a visão é seriamente afetada. A maioria ocorre como resultado do processo de envelhecimento normal. Os tipos de cataratas relacionadas à idade são geralmente descritos por sua localização dentro da lente. São elas : A catarata nuclear, catarata cortical e catarata subcapsular.

A catarata nuclear localiza-se no centro do cristalino e pode induzir a outros problemas oculares, tais como miopia e desta forma a visão melhora para perto e piora para longe, ou seja, ocorre uma falsa sensação de melhora e muitos idosos relatam que enxergam muito bem para perto, contudo, sua visão para distância se deteriora dia após dia.

A catarata cortical começa na parte externa do cristalino, em seguida, move-se lentamente para região interna.

A catarata subcapsular se desenvolve sob a cápsula, geralmente na parte de trás do cristalino. Este tipo de catarata ocorre mais em diabéticos, mas também são encontrados na alta miopia, adultos com retinose pigmentar e em usuários de esteróides.

Existem outros tipos de cataratas não relacionadas com o processo de envelhecimento, tais como, a catarata traumática que surge como resultado de um trauma ocular, a catarata resultante de distúrbios metabólicos no sangue, infecções, inflamações oculares e certos tipos de medicamentos e a catarata congênita que ocorre no nascimento, especialmente se a mãe teve rubéola durante a gravidez.

A moderna cirugia da catarata

A catarata pode ser operada em qualquer idade. Você não precisa mais esperar até que a catarata amadureça ou até que você perca a visão. Na verdade a melhor época para a colocação de uma lente intra-ocular (LIO) é quando a catarata interfere com suas atividades diárias ou provoca uma diminuição da visão. Não há medicamentos que curem ou retardem a catarata.

A facoemulsificação (muitas vezes chamado apenas de "faco"), é o nome da cirurgia para o tratamento da catarata. O cirurgião remove a catarata através de uma micro incisão de apenas 2.5 milimetros. Neste procedimento, utiliza-se uma microssonda que vibra em cerca de 40.000 vezes por segundo. Esta vibração ultra-sônica dissolve a catarata em pequenos fragmentos, que são aspirados através de uma abertura no próprio instrumento.

Os benefícios da abordagem pela faco incluem:
• Rápido restabelecimento da visão;
• Ausência de suturas (pontos);
• Anestesia com colírios;
• Possibilidade de implante de lentes dobráveis e retorno às atividades normais num período mais curto.

Atualmente as primeiras cirurgias de catarata a LASER utilizando uma nova tecnologia chamada Fentosecond estão sendo realizadas em centros avançados de oftalmologia dos Estados Unidos e Europa.


Opacidade da Cápsula

Se, em meses ou anos, após a cirurgia a cápsula que envolve o cristalino torna-se turva, isso não significa que o paciente tem outra catarata, é apenas a cápsula - não é a lente artificial - que se tornou opaca. Se essa opacidade borra sua visão, uma abertura indolor poderá ser feita utilizando o YAG LASER num procedimento chamado capsulotomia.


Após a remoção da catarata como a visão será restabelecida?

O implante de lente intra-ocular é uma lente artificial feita de plástico, silicone, acrílico, hidrogel ou outro material hidrofílico que é implantado dentro do olho durante a cirurgia de catarata. A LIO é implantada dentro da cápsula, o que assegura um apoio permanente para a lente. Esta é a maneira mais natural e preferencial para restaurar a visão.

Na maioria dos casos a lente é implantada durante a cirurgia. Aqueles que tiveram a cirurgia de catarata sem implante de LIO, e que mais tarde descobrem que não podem tolerar lentes de contato ou óculos , devem de ser avaliados para uma segunda operação chamada implante secundário.

Implantes de lentes intra-oculares (LIOs) têm sido usados desde 1949 as LIOs de hoje têm sofrido muitas melhorias e aperfeiçoamentos ao longo dos anos, e os resultados têm sido geralmente excelentes.

Novos tipos de LIOs estão em curso, as versões mais recentes incluem as lentes multifocais (correção de longe e de perto), lentes toricas (para corrigir o astigmatismo), lentes acomodativas, lentes para implantação no sulco capsular, lentes dobráveis e com filtro UVA e UVB. Seu cirurgião junto a você irá decidir qual o tipo mais adequado para cada caso.

Após a cirurgia poderá haver a necessidade do uso de óculos geralmente para perto ou até mesmo lente de contato, contudo, isto será discutido previamente com o seu cirurgião.

Como será feita minha cirugia

No Hospital de Olhos do RN utilizamos aparelhos de ultima geração para realização de sua cirurgia. Contamos com cirurgiões experientes, alguns com mais de dez mil cirurgias de catarata realizadas. No dia da cirurgia será administrada medicação pré anestésica para acalmar e relaxar.

A área que circunda o olho vai ser limpa e campos estéreis serão colocados em cima de você, expondo apenas o olho a ser operado.

Será realizada anestesia local tópica que envolve somente uso de colírios que é atualmente a mais utilizada, em alguns casos, a anestesia Peri - bulbar ou geral também poderá ser feita. A cirurgia é essencialmente indolor.

O cirurgião irá usar um microscópio que amplia seu olho e ajuda-o a guiar o procedimento cirúrgico que dura em média vinte minutos.

Ao final do procedimento você receberá alta e poderá retornar as suas atividades conforme a orientação do seu médico. Quando você voltar para casa deve começar imediatamente a usar os colírios conforme prescritos. Tenha certeza de usar óculos ou um protetor transparente para proteger seus olhos.


Após a cirurgia

Após a cirurgia de catarata, a maior parte da cicatrização ocorre no prazo de três meses. Durante esse tempo, é importante visitar seu oftalmologista e usar o colírio como prescrito.

Se você já teve uma lente intra-ocular implantada e não apresentou complicações, você vai notar a visão melhorar em uma semana, ou até mesmo mais cedo.

Você pode adquirir óculos temporários logo após a cirurgia, mas o grau final dos óculos ou lentes de contato não será prescrito até que a maior parte da cicatrização seja concluída.


É recomendável:

• Não subir ou descer escadas;
• Jamais coçar os olhos;
• Não levantar peso na primeira semana;
• Deve-se usar os colírios conforme orientação medica;
• Utilizar o protetor acrílico antes de dormir;
• Usar óculos escuros para maior proteção e conforto;
• Maquiagem sobre os olhos, atividade física leve (caminhada) e atividade sexual após duas semanas;
• Pode tomar banho normalmente, assistir TV e utilizar o computador após o procedimento.


Complicações da cirugia

A grande maioria dos pacientes que são submetidos cirurgia de catarata apresentam ótimos resultados e apenas um pequeno percentual de complicações podem ocorrer. Tais como infecção, hemorragia, edema de macula e descolamento de retina. Além disso, glaucoma secundário e edema de córnea.

Tais complicações são raras, mas como em qualquer procedimento cirúrgico os riscos existem. O grupo que é mais susceptível a complicações inclui os alcoólicos, os toxicodependentes, diabéticos e pessoas com glaucoma, miopia elevada ou doença vascular. Se o seu olho é saudável antes da cirurgia, a probabilidade da cirurgia ser bem sucedida é altíssima.